sábado, 27 de junho de 2015

CÉUS

Amor, tu és um mundo com muitos mundos por dentro
e nós temos muito e tanto para dizer um ao outro!
Vem! Vem esta noite, somente esta noite, suplico-te
para fazermos perto e de perto, juntos, a vida toda.
Seremos beijos, um beijo que se quer e que demora
seremos alimento um do outro, e logo, tudo se devora
e por isso mesmo, vamos fazer o que ainda não foi feito
porque amanhã, pressinto, talvez já seja tarde demais.

Lanço-me das intermináveis falésias do nosso desejo
para a imensidão e sofreguidão das nossas bocas
e, consciente, afundo-me nas ondas da tua língua
que implacável e exasperada, espera já a minha.
É na tua pele, que a minha se acende e se revigora
escutando tudo o que a tua alma tem para lhe contar
ainda a dormir, mas em poucas palavras se diz tanto
pois nos teus hábeis sentidos, há tudo e mais um mundo.

Amor, não dormimos nada, mesmo nada, a noite passada
porque ficámos os dois embevecidos e tão abraçados
contando aqueles pontinhos brancos, todos, as estrelas
que desabrochavam e cintilavam no meu e no teu olhar.
Inexplicavelmente, espalharam-se pela nossa cama
sem que déssemos por isso, entrega mútua e tamanha
mas agora que o sol já está nascendo e espreitando
vamos aninharmo-nos muito bem um ao outro, e dormir.

Mesmo a dormir, enceta-me, percorre-me e penetra-me
colhendo todos os desejos e anseios, que plantaste
sugando-me a boca, e até mesmo a alma, se quiseres
acalmando, assim, o desatino, que provocas em mim. 
Deixa a volúpia, o frémito e mais a ternura assistirem
ao empenho e desempenho da tua insaciável libido
atracada ao meu corpo pulsante, alvoroçado de amante
enlaçada na minha língua, de rastos, mas bem explorada.

Vem! Cobre-me a pele toda, todinha, sem deixar nadinha
com o teu manto espesso, nos lençóis brancos, peço-te
acrescentando-lhe charcos de saliva para entregar vida
ao oceano bravo que eu sou, e tira-me o fôlego de vez.
Depois, e quando eu acordar, e sem que tu dês por nada
vou colar com muitos beijos, só com os meus beijos
estritamente pensados, concebidos e só a ti destinados
os pontos brancos estelares, os do céu, no céu da tua boca.


CÉU


69 comentários:

  1. Quando a boca não consegue dizer o que o coração sente o melhor é deixar a boca sentir o que o coração diz.

    Bom fim de semana, Céu!:)

    ResponderEliminar
  2. Li, "VIP" e fiquei deslumbrado, enfeitiçado, atraído, arranhado e enriquecido com a sua inteligente poesia, PARABÉNS.
    Excelente fim de semana.

    ResponderEliminar
  3. Oi CÉU, admiro como reproduzes, divinamente, as volúpias de um sentimento no ato de amar e se entregar. Parabenizo o talento, que lhe é peculiar, ao expressar em palavras, o encanto e a magia desse momento.
    Obrigada por partilhar, o que poucos têm coragem de ousar.
    Abraços carinhosos
    Maria Teresa

    ResponderEliminar
  4. Boa tarde, tudo por aqui é escrito com inteligência e beleza, sua enorme criatividade, transporta-me para dentro de um vulcão em busca da paz e do arrefecimento.
    Bom fim de semana.
    AG

    ResponderEliminar
  5. Como sempre numa escrita sensual e admirável temos mais este belo escrito de um amor urgente e insaciável.
    Gostei bastante de ler.
    Um abraço e bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  6. Comecei a ler e lembrei-me logo da música do Pedro Abrunhosa *.*
    Lindo, como sempre!

    r: São as melhores viagens

    ResponderEliminar
  7. Belíssimo poema como todos que escreves poetisa da sensualidade.
    Muito obrigada minha querida pelas belas palavras em meu cantinho e adorei que esteja gostando e aprendendo cada vez mais sobre nossos milagrosos santos e por você ser formada e licenciada em história, espero realmente ter enriquecido um pouco você e a todos que passarem por lá. Estarei falando de santos e santas posteriormente falarei de faldas e elfos.
    Beijos mil e excelente final de semana.

    ResponderEliminar
  8. momento único da mais absoluta rendição
    feliz (re)encontro entre as delícias do Céu e a terrena perdição dos anjos...

    suculentos frutos selvagens a derreterem.se em bocas desatinadas.

    e sem perder o pé, quer dizer, respeitando a ordem perfeita da forma em que as emoções explodem - esteticamente perfeito!

    tiro-lhe o chapéu, minha amiga (que não uso)

    Chapeau!...

    ResponderEliminar
  9. Gostei muito :)

    R : Muito obrigada *_*

    ResponderEliminar
  10. És um ser sensível AUSENTE DO CÉU!
    O amor habita-te, enlaçado pela sensualidade...
    Beijo

    ResponderEliminar
  11. Amiga, você definiu bem, o amor é um mundo com muitos mundos por dentro! Como sempre a sua poesia é visceral e muito inspirada!

    Agradeço pela visita ao meu blog, em breve farei um novo post no meu blog.

    Tenha uma semana abençoada!

    Bjs

    ResponderEliminar
  12. Agradecido por tu comentário
    Un fuerte abrazo desde Andalucia

    ResponderEliminar
  13. Me encanta las imágenes que pones..un besazo desde Murcia..buen texto....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sejas bem-vindo ao meu blogue, Alp!
      Agradeço visita e comentário.

      Eliminar
  14. Amor com sensualidade...agrada-nos em todos os sentidos!!! Boa semana!

    ResponderEliminar
  15. Como é bom ter seus poemas para nos aguçar a mente...como sempre uma dadiva de poesia...bjucas minha amiga e que não lhe falte o dom nunquinha!

    ResponderEliminar
  16. Boa tarde Céu.
    Um belíssimo poema de um ato de amor insaciável, quando mais faz, mas quer rsrs. Uma feliz semana. Beijos.

    ResponderEliminar
  17. Um texto poético de arrasar, como sempre... pela qualidade habitual.
    E adorei o ligeiro mix inicial, com o mais emblemático de Pedro Abrunhosa.
    E a escolha musical... Fabulosa!!! Uma intérprete que adoro!
    Bom tê-la de volta, por aqui, novamente... e inspiradíssima, como sempre...
    Beijos ♥ Bom começo de semana!
    Ana

    ResponderEliminar
  18. Claro que gostei do´que li. É um texto muito sensual com uma doçura extrema. Ficaria muito feliz se tivesse alguém que me dirigisse palavras tão ternurentas, não através d'um blogue, mas frente a frente em momentos de carinhos. Mas, como costumo dizer, cada um tem o que merece, e certamente eu não o mereço.

    Felicidades
    MANUEL

    ResponderEliminar
  19. Convite e promessas!
    Costumas cumpri-las?
    Se sim , pobre dele! Feliz dele!
    A sugestão das estrelas capturadas é irresistivelmente fascinante!
    Beijo

    ResponderEliminar
  20. A tua linda maneira de cantar o amor apaixonado nos prende pelos sentidos e pelo coração. Tuas palavras nos trazem à ideia as mulheres doces e sensíveis, mas ao mesmo tempo voluntariosas e altaneiras, senhoras de sua vida, mas loucas para encontrar a pessoa merecedora de as ver inebriadas e entregues ao prazer de amar.
    Um abraço grande, com toda amizade e carinho que nele caibam.

    Bíndi e Ghost

    ResponderEliminar
  21. Mais um texto maravilhoso!

    Beijos.
    www.dilemascotidianos.blogspot.com

    ResponderEliminar
  22. Para a sensualidade do texto nada melhor que a sensualidade de Shania Twain.
    Beijinhos, boa semana

    ResponderEliminar
  23. Só me ocorre dizer : ADMIRÁVEL!
    Belíssimo, com tanta paixão e volúpia que nos leva embalados num frémito de emoções e desejos.
    Dos mais conseguidos, mais suave mas, mesmo assim, intenso.
    Ainda bem que é de manhã, porque se fosse noite ia para a cama com pensamentos muito conturbados.

    ResponderEliminar
  24. Na poesia do amor o tesão do desejo.
    Cadinho RoCo

    ResponderEliminar
  25. Estive por aqui.
    E, desejo felicidades.
    Vai tudo bem, apesar do tempo quente.
    MANUEL

    ResponderEliminar
  26. Oi Céu! Passando para agradecer a tua visita e amável comentário deixado no nosso Arte & Emoções, bem como me deliciar com a leitura deste teu belo, profundo e altamente sensual poema, principalmente a estrofe abaixo:

    Mesmo a dormir, enceta-me, percorre-me e penetra-me
    colhendo todos os desejos e anseios, que plantaste
    sugando-me a boca, e até a alma, se pretenderes
    acalmando, assim, o desatino, que provocas em mim.
    Deixa a volúpia, o frémito e mais a ternura assistirem
    ao empenho e desempenho da tua insaciável libido
    atracada ao meu corpo pulsante, alvoroçado de amante
    enlaçada na minha língua, de rastos, mas bem explorada.

    Adorei a entrega! Rsrs.

    Beijos e muita saúde e paz para ti e para os teus.

    Furtado.

    ResponderEliminar
  27. Dizer Amor com a intensidade que escorre dos teus versos, é individual. Para mim, sim, é pura Poesia.
    Consegues suplantar-te. É admirável. Gostei.



    Beijos


    SOL

    ResponderEliminar
  28. El amor, ese talismán que abre reinos y crea bellas sensaciones.

    Lindo post, querida CEU

    ResponderEliminar
  29. Cara Céu ,
    Mais um Belo e explosivo texto sedutor .
    Obrigado pelas Palavras deixadas .
    Um Abraço
    Luis Sousa

    ResponderEliminar
  30. Viajar por entre linhas o ato de amar, de uma forma intensa, faz sempre bom a quem busca um amor completo na sua essência e querer, por que amar talvez tenha essa disposição de uma entrega absoluta onde o limite é amor

    Beijos
    Rafael

    ResponderEliminar
  31. Olá, Céu

    Cada vez que passo por aqui, sinto-me mais revigorado. Muito bom!!!!
    Um abraço, paz e bem

    ResponderEliminar
  32. Um dia radiante como seus poemas para você também, querida Céu.

    Beijinhos
    Bíndi e Ghost

    ResponderEliminar
  33. Passando, só para deixar um beijo, e desejar um óptimo fim de semana... como desculpa para reler este texto fascinante, novamente... ;-D
    Ana

    ResponderEliminar
  34. Deixar uma saudação e desejar que haja muita felicidade.

    MANUEL
    deproposito@sapo.pt
    t

    ResponderEliminar
  35. Gostei imenso do seu texto, é magnífico.
    Estou certo que vou passar por aqui muitas vezes.
    Saudações poéticas.

    ResponderEliminar
  36. ... grato pela sua passagem pelo meu sítio... também gostei do seu céu
    ... abraço

    ResponderEliminar

  37. Nós não temos nada a nos dizer
    Superfluidade é nosso falar
    E temos tudo sim a nos mirar
    E mais que tudo temos que fazer
    Os mundos que nos cabe construir
    Esperam nunca mais ficarmos sós
    Pra que de dentro dos nossos lençóis
    Sempre novo saia o devenir
    São mundos de gozo e de prazer
    O eterno transformar-se e suceder
    Não teremos prazos a temer
    O amanhã não será tarde demais
    Não podemos perder tempo a dormir
    A faina já nos chama a usufruir
    Novos ares, novos céus, a permitir
    Nos enlevem os encantos atuais.
    Kisojn.

    ResponderEliminar
  38. Es una maravilla ese cosechar estrellas con encadenados besos que sorprenden al amanecer.
    Muy hermoso, Céu. Obrigado!
    Un abrazo.

    ResponderEliminar
  39. Seremos beijos, um beijo que se quer e que demora
    seremos alimento um do outro, e logo, tudo se devora
    e por isso mesmo, vamos fazer o que ainda não foi feito
    porque amanhã, pressinto, talvez já seja tarde demais.

    É isso mesmo Céu! Por que deixar para amanha, o que podemos fazer hoje?

    Fiquei feliz co a tua visita e comentário deixado mo nosso Literatura & Companhia Ilimitada.

    Beijos,

    Furtado.

    PS. Aqui estamos todos bem e faço votos que também estejas.

    ResponderEliminar
  40. Un hermoso poema muy en tu línea que consigue hacernos vivir ese amor apasionado pero romántico que alguna vez soñamos todos a lo largo de la vida.Cielo y estrellas se alían con los amantes cuando el deseo lo llena todo.Precioso Céu.

    Un fuerte abrazo

    ResponderEliminar
  41. Oi amiga, que palavra mais que perfeita...
    Creio de todo o coração na volta do Nosso Senhor e Salvador. Espero todos os dias esse momento.
    Sabe Céu, pra quem passa lutas perseguições e aflições esse mundo, e as coisas que nele há, é um verdadeiro obstáculo a ser vencido todos os dias.
    Agradeço a Deus pela sua vida e aguardo sua visita em meu blog.

    Te amo em Cristo Jesus,

    ***Lucy***

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, querida Lucy!

      Seja bem-vinda ao meu blogue.
      Agradeço a sua vista e acalentadoras palavras.

      Te saúdo e te beijo em Cristo.

      Eliminar
  42. Olá, Céu!

    Amor divino
    Suplica, acende, espalha, pulsa e concebe.
    Amor que pertence aos Deuses.

    Eu aqui. fico a contemplar este Céu paradisíaco
    Agradeço as palavras gentis lá no meu Blog.
    Grande beijo e uma linda semana.




    ResponderEliminar
  43. Un poema muy bello. Bonitas tus letras
    Un abrazo

    ResponderEliminar
  44. Olá Céu :) Já voltei. E tu também, com mais um texto excelente, de arrancar a paixão do corpo e mostrá-la livremente ao mundo.
    E o vídeo, foi escolhido pelo ritmo crescente, adequado à paixão do poema, ou foi uma apenas uma piscadela à actualidade e aos gregos?
    Beijinhos e boa semana!

    ResponderEliminar
  45. Saudações Ceu! Olha, viajei nessa viagem, rsrsrs... adorei! Bom, quanto ao lance dos brechós! Até então, como sou de familia pobre, sempre tive de usar roupas dos primos mais velhos, da minha irmã, rsrsrsrs, então to acostumada. Hoje em dia, ficou na moda comprar em brechos aqui no brasil, mas também há muito preconceito! Eu mesma... to nem ai... se eu gosto, compro, prefiro roupa usada do que as feita por escravos chineses, especificamente, crianças viciadas em metaanfeteminas! Beijos e abraços!

    ResponderEliminar
  46. bom falar de amor, muito bom. sensual na medida de provocar sem ser vulgar o teu texto, tens a maestria de falar de amor. :))) bjs

    ResponderEliminar
  47. r: Estou, sim senhora! Ainda bem que para esses lados também :)

    Não sei qual era o gozo que aquilo me dava, mas a verdade é que se os ovos estivessem ao meu alcance havia festival ahahah
    Nunca atirei ovos no carnaval, nem nos aniversários, já o chão recebeu vários que atirei propositadamente :b
    Acredito!

    Volta ao meu sempre que quiseres, também és sempre bem-vinda lá*

    ResponderEliminar
  48. Querida amiga

    Para mim,
    não há maior alegria
    do que dormir ao lado de quem se ama.
    Sentir o perfume,
    a voz,
    compartilhar o amor e o descanso.
    E ser metade
    para ser completo...

    Sua vida é preciosa para mim.

    ResponderEliminar
  49. Boa noite Céu.
    Passando para desejar uma linda semana. Beijos.

    ResponderEliminar
  50. Olá amiga!@ Passando para agradecer a tua visita e amável comentário deixado no nosso Arte & Emoções, bem como, mais uma vez, me deliciar com a leitura desta tua bela criação.

    Beijos,

    Furtado.

    ResponderEliminar
  51. Porquê as guerras, os ódios, as penas, se há tantos momentos admiráveis que se podem construir só a dois ?
    beijocas Céu
    passei por cá, pelo caminho para as estrelas :)
    Angela

    ResponderEliminar
  52. Quem dera haver estrelas suficientes para esses momentos não terminarem :)

    ResponderEliminar
  53. Vim confirmar... é mesmo a Céu!
    Adorei a foto do perfil!!!
    Finalmente... e literalmente, posso dizer, muito prazer em conhecê-la!
    Começo a ver finalmente, que há mais coisas que nos unem, do que nos separam...
    Ambas temos olhos na cara... e usamos franja... ;-))
    Um beijo enorme!
    Ana

    ResponderEliminar
  54. Mi muy querida CEU.

    Esta frase tiene un poder impresionante "me hundo en las olas de la lengua
    que implacable, exasperado, espera a la mía"

    Vaya, vaya, que bien te expresas.

    Fortísimo abrazo.

    ResponderEliminar
  55. Desejo que tudo esteja bem.
    E, claro, que haja felicidade.
    Beijinho
    MANUEL

    ResponderEliminar
  56. Reli com imenso gosto.
    Céu, tenha um bom resto de semana.
    Abraço.

    ResponderEliminar
  57. Oi Céu! Fiquei surpreso quando tive a felicidade de ver aqueles belos olhos me devorando lá no nosso Literatura & Companhia Ilimitada. Rsrs. Muito obrigado pela visita e comentário minha amiga.

    Beijos e muita saúde e paz para ti e para os teus.

    Furtado.

    ResponderEliminar
  58. LO VUELVO A LEER Y ME SIGUE ENCANTANDO. LINDO POEMA.
    ABRAZOS

    ResponderEliminar
  59. Querida amiga, td bem com vc?

    Acabei de atualizar o meu blog, fiz uma pequena homenagem para um artista que admiro muito! Tenha um ótimo final de semana!

    bjs

    ResponderEliminar

NOTA

ESTE BLOGUE FOI CRIADO A 14 DE FEVEREIRO DE 2015

Número total de visualizações de página


Quiero uno en mi blog

ACORDE, PARA O ACORDO!

ACORDE, PARA O ACORDO!