domingo, 12 de abril de 2015

ELE HÁ COISAS...

A minha pele acetinada, morena, desenfreada, crua e nua
flutua, banha-se à-vontade, e não se esquiva na tua
enquanto me contornas os lábios com a ponta da língua
mordiscando-me as orelhas, de todo, perturbando-me
lambendo-me as virilhas e a zona genital, obcecadamente
viajando nos seios sem regras, entrando em contramão
numa erupção bem mais estrondosa que a do Vesúvio
quando entra em atividade sem fornecer qualquer explicação.

Como não existem fronteiras, barreiras, nessa tua viagem
então o que me espera é que me devores, por inteira
sem pontinha de pudor, sem culpa, um horror
fazendo de mim uma iguaria e alucinogénia fantasia 
que te enche as medidas, que te faz crescer água na boca
enquanto eu em estado de sítio, fico sem saber o que fazer
balbuciando, gemendo e gritando, de tanto prazer
que me transporta ao bordel mais frequentado, podem crer.

Como se isto não bastasse, calas a minha boca com a tua
afirmando, convencidíssimo: eu sei do que tu gostas.
Com estas tuas proferições, fico possessa, louca e acesa
defrontando-te e subestimando-te, ficando toda do avesso
fazendo pose progressiva, para as lentes dos teus olhos
que sofridos, tristes, sedentos, como pássaro ferido
passam a ver-me, não em três dimensões, estás perdido
mas em dó sustenido maior, sem bemóis, meu amor querido!

Mesmo não tendo tu a visão maravilhosa, idílica e libidinosa
eu tenho a absoluta certezinha, que tu mesmo de longe
saboreias-me a carne, pele, alma e coração, o corpo, o rosto
e não deixas nem um ossinho, que me conforte e suporte
e mesmo assim, mergulhas, afocinhas nas minhas coxas
encontrando aí uma gruta bem tratada, limpa e nunca usada
que derrama águas cristalinas, puras, mágicas, divinas 
que te assusta, te nega, e que de todo, não te deixa beber nela.

É nesse instante que a cama virtual se incendeia, em alvoroço
sem obedecer a nada nem a ninguém, a "revolucionária"
atitude que contrasta com o meu ar calmo de "reacionária"
que me provoca uma enormíssima satisfação, animação e gozo
provocando em ti um desespero destrambelhado e forte
mas como sabes, quem com ferros mata, com ferros morre.
E quando tudo parecia que estava a apaziguar e a terminar
começámos a fazer amor de novo, como se fôssemos lume e fogo.


CÉU

59 comentários:

  1. Inspiradíssima e libidinosa forma de amar, sendo devorada sem dó e, diria eu, sem sol, sem notas que se notem nem semitons afocinhados entre coxas. Bom domingo Céu.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Seja bem vindo ao meu blogue, Vítor!
      Agradeço o seu inteligente comentário.
      Bom domingo!

      Eliminar
  2. Hello,
    Thanks so much for your visit and comment.
    Your blog is full of beautiful poems.
    I wish you a beautiful Sunday.
    Greetings.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Wellcome to my blog. Thanks for your visit and comment.
      See you.

      Eliminar
  3. Amor é fogo que arde...lá diz o poeta!
    Bom domingo!

    ResponderEliminar
  4. Ele há coisas maravilhosas como este belo e sensual texto carregado de amor e erotismo muito envolvente.
    Um bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  5. Julgo que já um dia, disse o mesmo.
    Depois de ler esta delicia, apetece- me ser um lobo, sentar-me e uivar à lua.
    Aí, Luz! luz que tantas memórias me provocam.
    As 50 sombras, aqui não. Passam de uma penumbra.Vou
    beber um copo de água fria, sempre acalma.

    ResponderEliminar
  6. Uffffaa ! ... Lido de uma assentada e imaginando a situação, é de perder o folgo e ficar a arfar com tanto calor do fogo no ar e na cama que se incendeia ! :)) ... e se assim não fosse, mal de quem se aventurava nessa torrente vertiginosa, sem fim e ficasse encalhado nas margens sem atingir o objectivo de "beber" da fonte ! ...
    Ufffaaa,... melhor "morrer" no incêndio ! ... :)

    ResponderEliminar
  7. Quem és tu, Céu!?
    Conheço a tua prosa! Tenho a certeza que já te li, que a escrita dos outros em mim, tem esse dom de impressão digital única e irrepetível!
    A tua , uma profunda e indelével impressão!
    Que texto!
    Ar, quero ar!
    Beijo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma mulher. Conhece? O meu pensamento está a viajar, mas não a está a encontrar.
      Tem? "Único e irrepetível". Indelevelmente lindo! Então, não sou a "outra", a que pensa que eu sou.
      É preciso oxigénio? Arranjo, porque tenho médicos amigos.
      Beijinhos e abraços, minha querida!

      Eliminar
  8. UFFFFFF, CUÁNTOS SENTIMIENTOS...!
    ABRAZOS

    ResponderEliminar
  9. Gosto muito do poema.
    No conteúdo e na forma.
    Boa semana

    ResponderEliminar
  10. Linda Céu:
    No, no me olvidé de responderte, te agradezco mucho tu interés y tus comentarios.
    Es difícil para mí describir con palabras mi pasión por el antiguo Egipto.
    El "culpable", mi padre :), que trajo a casa una estatua de Tutankamón cuando era pequeña y eso despertó mi curiosidad por esa cultura.
    Los egipcios eran magníficos observadores. Genios, sabios. Únicos y eternos.
    Amo Egipto.

    No dejes de escribir tus poemas, las personas que tienen el don de escribir, nunca deberían dejar de hacerlo. No lo hagas.
    Miles de abrazos para ti.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gracias, querida Marga!
      Agora, entendo, perfeitamente, o teu apreço pela civilização egípcia. Eu, quando a estudei, também fiquei enamorada por ela. Serão sempre os pioneiros, em muitos aspetos.
      Abrazo.

      Eliminar
  11. Respostas
    1. O que se passou com a tecla "s" do teclado do teu computador?
      Gracias, mi amigo!

      Eliminar
  12. Tu imaginacion vuela mucho mas alta que mis
    fantasias

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gracias, Juan! Eu não sou "a special one", mas dou um "jeito".

      Eliminar
  13. Absolutamente maravilhoso!

    r: Agradeço imenso as palavras. Se quiseres participar estás à vontade, nem que seja só com uma palavra. Fiquei curiosa em relação à música com que definirias :) voltando ao desafio, é como achares melhor, compreendo perfeitamente se ainda não quiseres arriscar uma definição.

    Um grande beijinho e boa semana*

    ResponderEliminar
  14. Olá, Céu
    aqui ,também,normal e está friozinho e ainda, para completar , estou meio febril...deve ser porque resolvi pedalar, sem camisa , com o ventinho escondido atrás do solzinho...
    creio que de tudo que ele há coisas , sejam maravilhosas ou não... a postura e a confiança em sua movimentação, transmitindo toda a sensualidade e suas intenções... por isso, pouco mais precisa para virar a cabeça da mulher ...no mais,tudo se transforma em algo incrivelmente inesquecível...e a virtual cama ,logo incendeia - se ...
    Agradecido, feliz semana,belos dias,beijos!

    ResponderEliminar
  15. Caramba, a temperatura subiu por aqui. A paixão faz-se de fogo, claro. Que se saiba viver intensamente momentos como este.
    Beijinhos, uma boa semana
    Ruthia d'O Berço do Mundo

    ResponderEliminar
  16. Olá Céu,foi um prazer ter-te no meu humilde casebre. Vim retribuir a visita, com mais calma leio tudo.
    Ée sempre muito'bom ler textos como este com sensualidade.
    Kis:=>)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gi, seja bem-vinda ao meu blogue!
      Agradeço visita e comentário.
      Beijos.

      Eliminar
  17. Olá Céu

    Caliente e poética descrição de um desejável momento.

    A propósito, se eu entendi bem você não conhecia "o poeta" dos últimos versos que comentastes
    "O poeta" em meu blog sou eu, tudo que lá está foi escrito por mim Van Pezzato.

    Abraços

    ResponderEliminar
  18. Poema em grande estilo. Gostei muito e dou-te os Parabéns.


    Beijos


    SOL

    ResponderEliminar
  19. Querida amiga Céu.

    Hoy hay mas calor en tu porma que en los anteriores.

    Me encanta tu espontaneidad y descriptiva.

    Abrazo grande.

    ResponderEliminar
  20. Por vezes basta um fósforo

    e já é tanto

    Bj

    ResponderEliminar
  21. Olá querida,

    Grata pelos comentários sempre atenciosos, elaborados e delicados.
    Gostaria de retribuir à altura, mas sou sempre sucinta em temas mais sensuais e eróticos. As palavras me fogem-rsrs. Contudo, leio com muita atenção, respeito e consideração pela sua escrita sempre atraente e desenvolta. Trata-se de um foco que exige perícia e competência para não se adentrar na vulgaridade e você é 'expert' nas respectivas abordagens.
    Diria que o poema, muito bem conduzido, é fruto de uma 'alucinógena fantasia' e impossível de não incendiar qualquer cama virtual-rs.

    Belos dias.

    Beijo.

    ResponderEliminar
  22. Olá querida Céu, adorei a sua visita ao meu blog e agradeço pelos elogios! Saiba que eu tbm gostei muito do seu poema, inspiradíssimo e sensual ao mesmo tempo! Aguardo novas visitas!! Tenha uma linda semana!
    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Alécio, seja bem-vindo ao meu blogue.
      Agradeço a sua visita e carinhoso comentário.
      Abraço e boa semana.

      Eliminar
  23. Que texto intenso, Céu!

    Abraços.
    www.dilemascotidianos.blogspot.com

    ResponderEliminar
  24. Tu entrada está llena de sensualidad, desbordas pasión.
    Tus letras no encuentran barreras y saben transmitir ese fuego que anida en tu corazón, no todos son capaces de escribir de la forma que tú sabes hacer muy bien.
    Intenta hacer mis recetas, van muy bien explicadas y todas salen ricas, con ellas lograrás conquistar también su estómago y te convertirás en una diosa del amor.
    Te deseo una muy feliz semana y te dejo cariños en el corazón.
    Kasioles

    ResponderEliminar
  25. Epa! Na dança dos corpos, o fogo que incendeia quer sempre mais e mais.
    Beijos

    ResponderEliminar
  26. Olá Céu! mais uma vez, aqui me faço presente para me deliciar com mais um dos teus belos poemas, com ênfase para a estrofe abaixo:

    Mesmo não tendo tu a visão panorâmica, idílica e libidinosa
    eu sei, eu tenho a certeza absoluta, que, mesmo de longe
    saboreias-me a carne, alma e coração, o corpo e o rosto
    e não deixas nem um ossinho, que me conforte e suporte
    e mesmo assim, mergulhas, afocinhas nas minhas coxas
    encontrando aí uma gruta bem tratada e nunca usada
    derramando águas cristalinas e endeusadas de menina
    que te assusta, te nega, e que não te deixa beber nela.

    E assim, foi cortado o barato daquele que pensava ser tudo fácil. Rsrs.


    Beijos,

    Furtado.

    ResponderEliminar
  27. Gostei, os meus olhos deliciam-se com o "Ausente do Céu"!!!

    ResponderEliminar
  28. Olá, Porque será que os textos com sensualidade e bem escritos despertam atenção?
    AG

    ResponderEliminar

  29. Imperativo explorar
    De teu terreno selvagem
    Os montes e vales e rios
    Os grotões, os penedios
    Altos cimos e baixios
    Mesmo não sendo erradio
    Temos muito a palmilhar

    São muitos os desafios
    Neste sacro itinerário
    Que não nos falte coragem
    De seguirmos a viagem
    De perseguirmos miragem
    E encontrarmos voragem
    Neste teu sertão bravio

    E a tudo me submeto
    A nada sou refratário
    Sou um fiel tributário
    Sendo mesmo necessário
    Pra orar no santuário
    Teu desejo autoritário
    Obedecer eu prometo

    Andam todos nessa terra
    De tal forma estonteados
    Por beleza atarantados
    Quem menos anda mais erra

    É quando então entra em cena
    Toda a natureza bruta
    Se se atira para a fruta
    Com ganas, sem dó nem pena

    Cessa-se de agir guiado
    Por morais, religiões,
    Enfrentando furacões
    Com desejo bem selado

    Neste momento, esta hora
    Todos os entraves somem
    As fibras se me consomem
    Não há rédeas que me domem
    Já não se apresenta o homem
    Tão somente o lobisomem
    Aquele que te devora!

    Beijos.

    ResponderEliminar
  30. Un relato lleno de sensualidad.
    Besos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Seja bem vinda ao meu blogue.
      Gracias por visita e comentário.

      Eliminar
  31. r: Foi maravilhoso ler todas aquelas manifestações *.*
    Muito, muito obrigada! Um grande beijinho*

    ResponderEliminar
  32. Olá Céu.
    Seus poemas são bastante sensuais e com muita inspiração. São excelentes.
    Feliz dia.
    Abraços.

    ResponderEliminar
  33. Da figueira do António, vim até aqui,
    segui pelo caminho do destino
    foi bom ter lido o poema que li
    por estar tão bem escrito é mais lindo!

    Saudações poéticas, boa tarde até sempre!
    Eduardo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Seja bem-vindo ao meu blogue, Eduardo!
      Agradeço visita e simpáticas palavras.
      Saudações.

      Eliminar
  34. Aqui cheguei, confesso, com vontade de ficar algum tempo... nem deu para pensar quanto, pois desde logo me agarrei e agarrado fiquei :)
    Comecei lentamente pelo vídeo e, ás iguarias desde logo me entreguei.
    Abençoado (a) CÉU! :)))))
    Tudo de bom.

    ResponderEliminar
  35. obrigado pelas visitas e comentários.

    optima semana

    abraço.

    ResponderEliminar
  36. Un extraordinario poema,
    lleno de fuerza,
    caminante de pasión,
    que desborda mis ojos
    y excita mis sentidos...

    Paz y Fuerza

    Isaac

    ResponderEliminar
  37. Olá Céu, e que tudo esteja sempre bem contigo!

    Passando para agradecer tuas sempre gentis visitas e carinhosos comentários por lá, pedindo desculpas deveras pela ausência, e também me encantar neste teu deveras encantador espaço.

    E após ler teu escrito, transbordante de sentimentos expressos em palavras de intensa e flamejante paixão, fico feliz por perceber que continua escrevendo com a intensidade de sempre, que encanta quem por cá passa em todas às vezes como da primeira vez, parabéns pelo belíssimo escrito e toda a sensualidade nele expressada com verdadeira maestria!

    Assim após por cá me encantar me vou deixando sempre meu agradecimento por tua amizade e visitas e, também meu desejo para que seja sempre deveras intenso o teu feliz viver, e aos que te rodeiam também, que todos sejam acompanhados de felicidade, um grande abraço e, até mais!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, estimado amigo Stonás!

      Sua visita e agradáveis palavras são sempre bem-vindas.
      Muito obrigada!

      Eliminar
  38. Céu, li com atenção o seu texto e embora não seja um tema que eu por norma aprecie tenho que me render à sua fértil e quente imaginação :)
    Embora a virtualidade possa dar asas a devaneios a realidade às vezes nos surpreende também :D


    Beijinho e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  39. Estou passando aqui no seu cantinho acolhedor,
    para um maravilhoso fim de semana lhe desejar
    no pensamento, deixo para você uma flor
    para com perfume dela o seu corpo perfumar!

    Tenha uma boa noite, um abraço,
    Eduardo

    ResponderEliminar
  40. r: Antes de mais, tenho que agradecer imenso pelas palavras. É mesmo bom ler isso!
    Há homens e homens, não consigo colocá-los a todos no mesmo saco, até porque tenho excelentes exemplos perto de mim de homens às direitas.

    Um grande beijinho*

    ResponderEliminar
  41. O sexo é um estado de quem se sente. Amor e sexo são a nossa alma. É a nossa alma a desatar.

    Bom Fim de Semana, Céu!:))

    ResponderEliminar
  42. Neste redemoinho de sensações, nos perdemos com gosto...há uma vertigem em amar-se livremente, é um jogar-se em queda livre o se deixar possuir por inteiro, que amedronta aos fracos.
    Teu maravilhoso poema é um ótimo começo de sábado...
    Deixamos aqui nosso carinhoso abraço

    ´*•.¸(*•.¸♥¸.•*´)¸.•*´
    ♥«´¨`•°Bíndi e Ghost•´¨`»♥
    .¸.•*(¸.•*´♥`*•.¸)`*•.

    ResponderEliminar
  43. He leído en catalán, porque no encontré español. Me ha gustado, y mucho tu poema. Me gusta cómo deseas, cómo en un conjurar de atávicos miedos, el placer funciona en autoalimentación. Porque conjura la muerte.

    Una abraçada. M'ha encantat pasetjar per aquest racó. Hi tornaré

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Seja bem-vindo ao meu blogue, Albada!
      Agradeço visita e comentário.
      Abraço.

      Eliminar

O MUNDO PASSA POR AQUI!

script src="http://geo1.statistic.ovh/private/js.js?c=afeeaaa1d5aff10c54503d8372298e5e">